unnamed.png

Inspirado em uma Viagem iniciada em 1620 até os dias de Hoje...

viajando...

compartilhando...

navegando...

Pobre do artista que bota seu público em primeiro lugar. 

Um artista deve acima de tudo surpreender a si mesmo.

Pra isso é preciso perder o controle da sua própria arte. 

Criar as causas desse descontrole. 

Preservar um espírito amador, de quem está constantemente procurando novas formas.

Isso é o que eu vejo no trabalho do Du E-holic, uma constante metamorfose, uma arte de meios, não de fins.

Um artista que está sempre recomeçando.

 

por Guto Rosa , amigo